quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

[RESENHA] VERME! - Jim Carbonera




Título: Verme!
Serie: Livro: 2
Autor: Jim Carbonera 
Editora: Boêmia Urbana
Páginas: 198
Ano: 2014
Nota: 4/5


           Mais um livro adquirido da parceria com Jim Carbonera, um encanto de pessoa e muito atencioso. Li e fiz resenha primeiramente do terceiro livro: Royal 47 e depois recebi o segundo. 
           Há uma diferença entre os dois, nesse a vida do protagonista está mais conturbada, não há preocupação com trabalhos e responsabilidades. Rino enfrenta a dificuldade de escrever um novo livro, e assim busca por inspiração em suas saídas e em seus relacionamentos. 




         Rino é um homem sem rédeas pela vida, vive com seus pais e sua irmã mais nova Martina, mas a convivência não está tão boa. Não trabalha e o dinheiro que ganha vem do aluguel de um apartamento que ele ganhou de herança de seus tios. Sua rotina é acordar depois do meio dia e tentar escrever seu próximo livro, mas infelizmente não consegue.
          Leva uma relação agradável com Cauana, uma Índia que o instiga e lhe da um pouco de inspiração, sobre sua família e suas crenças e manias.
         É nesse tempo que seu amigo Maurício, mais conhecido como Canastrão aparece. Eles se juntam para curtir uma noite de farra e zoação. 
          



         Alguns dias depois Cauana avisa Rino que vai embora, o que causa nele um leve desconforto e saudade, apesar de nada ser sério a relação que eles tinham era boa, mas não durou tento tempo esse
abatimento. 
          Um amigo "bixa" como Rino o chama, convida-o para irem em uma festa e é assim que ele conhece Diana, ruiva de seduzir qualquer um. 
          A relação que eles criam é intensa   e cheia de conflitos, mas também é o que os mantêm ligados e cheios de desejos.
         Entre bebedeiras, sexo feroz e viajens, Rino tenta a todo momento escrever algo, pega inspirações em cada canto mas nada é tão forte e bom o bastante que o faça progredir. 





          Rino é tão humano e realista, não há nada de fantasioso em sua vida, todo anseio e preocupação são reais e a vida é de verdade. Os pensamentos são tão certeiros, muitas vezes me pegava com os mesmos questionamentos. 
         Como resultado de uma vida sexual sem limites, Rino acaba pegando herpes, envergonhado e incomodado ele busca por tratamento. 
         Entre desentendimentos e revonciliacoes Rino se envolve muitos mais com Diana. 
         Suas noitadas continuam cheia de bebidas e seu bloqueio só progride.
         E apesar de toda dureza, a grande inspiração para Rino no fim vai ser a bela e independente Diana.




Frase de interpretação: 
"Levo a vida numa boa, sem preocupações ou planejamento. A vida vai seguindo e me trazendo o que for preciso e necessário."

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja coerente