terça-feira, 19 de janeiro de 2016

[RESENHA] ROYAL 47 - Jim Carbonera




Título: Royal 47
Autor: Jim Carbonera
Editora: Giostri
Páginas: 152
Ano: 2015
Nota: 4/5


         E a minha segunda leitura do ano é mais uma vez resultado de parceria. Recebi o exemplar diretamente do autor, que foi muito atencioso e simpático comigo, ganhei também marcadores dos livros e mimos.
         Esse é o segundo livro mas que pode ser lido separadamente do primeiro intitulado: Verme. A leitura foi rápida e de fácil entendimento.




          Rino Caldarola toma uma decisão, com a volta de seu irmão e da noiva para a casa de seus pais e também cansado de viver por tanto tempo no mesmo local resolve se mudar, encontrar um canto só seu onde possa ter suas coisas e levar a vida como quiser. 
          Rino logo acha um apartamento em ótimo estado na zona boêmia de Porto Alegre e é lá seu novo refúgio. Anestesiado é inspirado com alguns filmes onde escritores passam por momentos de luta e inovação, ele resolve comprar uma máquina de escrever, e essa máquina é a sua nova companheira, a inspiração que o leva a escrever em momentos esporádicos. 





         Rino leva uma vida sem regras ou obrigações, não se prende a um emprego fixo e como precisa economizar e juntar dinheiro começa a fazer bicos. O primeiro é algo que ele acha na internet, um acompanhante sem sexo, apenas encontros para passarem tempo. E com esse bico ele conhece duas senhoras bem apessoadas, e com uma cria mais contato. Jantam, saem, passeiam e chegam fazer uma viagem a Gramado.
          Durante todas as aventuras sexuais com mulheres, bares e tentativas de escrever, Rino conhece Tubarão, um homem solitário apaixonado por motos que vive sem medos, os dois juntos passam por diversas aventuras, brigas e bebedeiras. 



         Um amigo de Rino lhe apresenta um trabalho, escrever sobre funerais, assim ele tem quinze dias para fazer o trabalho de campo e entregar todo o material. Além de toda relação sem compromisso, ele se sente realmente atraído por uma mulher, linda e cheia de vitalidade que o conquista com seu jeito natural e direto, mas o fim é inevitável. 
         Rino ainda consegue um bico em uma peça de teatro sobre Jesus no natal, onde conhece todo o elenco e cria uma atmosfera diferente. 
         Enfim, o trabalho está concluído. O novo livro está terminado e pronto para ser entregue. 





Frase de interpretação

"Precisava mudar, mudei
Queria novos ares, respirei
Buscava por aventuras, me aventurei
Descobri muito e enfim terminei minha tarefa."

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja coerente