quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

[CARTA DO FUTURO 3] Saulo - Faxineiro



          Eu me chamo Saulo e sou empregado da dona Cintya.
           Ela sempre foi temida, diziam que era o monstro fantasiada de mulher. Ruim era seu apelidinho fofo, e assim ela comandava aquela milionária empresa.
          Diziam que todos os departamentos eram menosprezados por ela, que nenhuma pessoa chegava no topo, a sua sala, e não era mandada embora. 
         Para vê-la era preciso passar por suas milhares de assistentes e seus raros horários, e apenas a mais fiel falava com ela, em outras circunstâncias só era vista na chegada e saída do trabalho.
         Sempre a temi, nunca desejei algo mais que meu velho trabalho, afinal logo me aposentaria e estava tudo terminado. Deixar tudo limpo no final esse era meu trabalho e eu fazia com satisfação. Foi em uma noite chuvosa que a conheci, digo verdadeiramente. Era um daqueles dias que o mundo parece desabar, estava fazendo meu trabalho limpando o chão, todos os funcionários já tinham ido embora, quando a porta de sua sala abre e eu a vejo, a fantástica bruxa em pessoa.
          Ela sorriu e perguntou o que eu fazia tão tarde e com uma chuva dessa na empresa, e eu não sabia o que fazer, ela iria me despedir?
         Nunca seria capaz de acreditar no que aconteceu, afinal ela a pior pessoa do mundo.
          Ela me convidou para partilhar sua favorita pizza, e só decorrer do jantar acabamos conversando, ela disse que sua vida era tudo o que ela tinha sonhada, riqueza e cheia de desejos realizados, mas que a conquista desse tão desejado sonho custou sua imagem, por ser uma pessoa centrada e quieta todas as pessoas acabaram a temendo, não tinham coragem e nem liberdade para se expressarem, a tratavam somente como a intocável chefe.
         Foi uma deliciosa e reveladora noite, foi tudo o que eu nunca imaginei. Todas os dias ela me via e sorria, o dia se tornava bom e no fim da noite parávamos para conversar. Descobri no fim que o que temiam não era ela em si, mas a imagem da grande mulher que ela se tornou. 

2 comentários:

  1. Olá, Cintya.
    Adorei o texto. Aliás, cada vez me surpreendo mais com as postagens que você coloca por aqui.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do top comentarista de dezembro. Serão dois vencedores!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Marcos! Desculpa a demora para responder, mas estava bem corrido por aqui.
      Obrigada pelo carinho de sempre e pela visita ><

      Excluir

Seja coerente