domingo, 8 de novembro de 2015

[TEXTO] Vazio e sua paz

      Eu sinto falta do silêncio, da paz que me roubava do tumulto do mundo e me transmitia calmaria de seu esquecido som.
      Eu sinto falta do vazio, da pureza do estar só, apenas apreciar o nada e me embalar em minha presença, do ato de estar segura do mundo e sua maluquice.
      Eu era estranha, única na minha perfeição. Completa de paz e suavidade, era intocável pelas maldades.
      Eu não sei o que aconteceu, nem quando e nem porque fui roubada. Tudo que retém perfeição é almejado por outrem, e infelizmente fui jogada na realidade. É muita gente vazia fingindo estar completo, a confusão invade nas veias, os tormentos moram nos pensamentos, o sofrimento fica tatuado na alma e a desolação é nosso chão.

     Eu era estranha porém, completa. Hoje sou completa de gente, do mundo, da vida porém, estou vazia. 

5 comentários:

  1. A solidão, muitas vezes, é a completude de nós mesmos. De nada adianta estar acompanhado por milhares se a multidão te impede de enxergar as pessoas.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do top comentarista de novembro. Você pode ganhar um livro incrível!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E nos dias de hoje estamos rodeados dessa imensidão vazia :/

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Arrasando no texto novamente! Adorei, Cin.

    beijos! *-*

    ResponderExcluir
  4. Aiiii Dani, assim você me deixa convencida uhsahusahusa obrigada <3

    ResponderExcluir

Seja coerente