sábado, 24 de outubro de 2015

Indecisões



      O sol refletia na casca de bala que alguém jogara no chão, estava fazendo "réstia" em meus olhos. Mas eu não desviava a atenção pois esse pequeno ato me fazia viajar.
     Eu não estava pronto para enfrentar essa tarefa, dar sentido a vida, fazer da vastidão de escolhas a única certeira. Tinha tantas dúvidas e tantas perguntas sem respostas. É certo o caminho da vida ser escolhido e demarcado tão cedo? Quem sabe com certeza que é isso que eu quero, ou melhor, que vai me fazer feliz? E com cada pensamento e questionamento eu vou ficando mais paranóico e indeciso. Eu queria mais tempo para poder avaliar minhas opções, afinal é minha carreira, minha vida. Não posso fazer a escolha errada.
      Desviei o olhar da casca de bala no momento em que os portões estavam sendo abertos. De todo lado tinha gente, meninas e meninos, homens e mulheres. Pessoas com certezas e incertezas, assim como eu.
     Fui em direção a essa prova, em direção a respostas que precisava receber.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja coerente