domingo, 25 de outubro de 2015

[CARTA DO FUTURO 2] Catarina, paciente


    Eu me chamo Catarina, e a Cintya foi minha enfermeira. 
     Foi na minha pior crise que a conheci, meus filhos insistiam para eu ter uma acompanhante para me ajudar com os medicamentos e todos os processos que tinha que passar. Eu podia me cuidar sozinha muito bem, mas desde que desmaiei e fiquei 3 horas sozinha em casa, resultando em um braço quebrado e ematomas em todo o corpo eu não tinha tantos argumentos.
     Sempre me impus a trazer desconhecidos para dentro de casa, mas me vi obrigada a aceitar essa tal de acompanhante, vulgo enfermeira particular.
     A menina parecia um bebê, nunca diria que já era formada e trabalhava. Tinha cara de adolescente espantada, daquelas que não comem nada.
     Conhecê-la e aceita-lá foram as melhores escolhas que fiz, enquanto o tempo passava eu ia adquirindo por ela um carinho enorme.
      Pouco falava da vida, dizia que as amarguras tinham sido tantas que ela tentava fazer alguns reparos cuidando daqueles que não podiam, ajudar se tornou seu amor e não largava por nada.
      Enquanto ela cuidada de mim eu a vi murchar, cuidou tanto de outras pessoas que esqueceu de si mesma. A morte veio cedo e cerena, nos meus braços que deveriam ser cuidados eu a abracei e entreguei ao fim. 

      Afinal, ela dava a outrem o que ela precisava. Se esgotou na tentativa de salvar outras vidas.

2 comentários:

  1. Lindo texto isso foi verdade Cintya? em breve terei um blog tbem :D by Elaine <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, minha minda!!
      São cartas do futuro, possíveis realidade. Adorei a idéia que encontrei em um livro, muito bom poder imaginar o que pode acontecer.
      Quando fizer me avisa para eu te seguir ;)))

      Excluir

Seja coerente