domingo, 15 de dezembro de 2013

Malditos sonhos

     Você criava um mundo cheio de fantasias, fazia lá a morada de todas as suas vontades e expectativas. Tudo era perfeitinho, ao menos para você. Era onde a imaginação se tornava possível, era bom poder mudar as coisas com facilidade. Apagar as coisas velhas e antigas e colocar novas e bonitas.
     Como se todo esse sonho bobo fosse possível na realidade, toda essa besteira inventada quando passada para a realidade lhe dá um banho gelado de crueldade. Nada vai corresponder, nada lhe será dado sem pedir. E quem é que sabe o quão doloroso é pedir por algo sendo que ele deve ser dado por vontade de outrem, sem obrigações ou sendo imposto.
     A adaptação faz parte de viver, sempre fará. A magoa e angustia não terão fim, mas o pouco que tem se faz suficiente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja coerente